Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
SharePoint

eventoEdit

 LeftSideMenu

NOTÍCIAS E DESTAQUES
DESTAQUES
NOTÍCIAS

 News-Events Detail

COMISSÃO DO MERCADO DE CAPITAIS DISCUTE NORMAS INTERNACIONAIS DE RELATO FINANCEIRO (IFRS) COMO BOAS PRÁTICAS DE GOVERNAÇÃO CORPORATIVA EM ANGOLA

A Comissão do Mercado de Capitais, no âmbito da promoção e desenvolvimento do Mercado, realizou, no dia 21 de Abril do corrente ano, um Workshop denominado "As Normas Internacionais de Relato Financeiro (IFRS) como Boas Práticas de Governação Corporativa em Angola", em colaboração com a Ordem dos Contabilistas e Peritos Contabilistas de Angola (OCPCA).

O workshop teve como objectivo estimular os participantes do mercado de capitais a incrementar esforços na adequação dos seus padrões de relato financeiro e de governança corporativa, ilustrando os benefícios associados ao alinhamento às melhores práticas estabelecidas, tendo o evento, contado com duas (2) elucidativas apresentações feitas por representantes do Banco Nacional de Angola (BNA) e da KPMG, bem como um painel de debates.

Na ocasião, realçou-se que a importância da implementação das Boas Práticas de Governação Corporativa  consiste em colmatar e corrigir potenciais más práticas identificadas em determinadas circunstâncias, nomeadamente em períodos de crise económica e/ou financeira.​

"Neste contexto, é necessário que as instituições tenham um modelo de governo interno adequado, bem como um modelo de controlo interno que garanta uma supervisão efectiva por parte das autoridades, órgãos de supervisão e reguladores, promovendo uma sólida cultura de risco", referiu a Dra. Inês Felipe, Presidente do Conselho de Administração da KPMG.

Por sua vez, o Dr. Pedro Ntiama, Subdirector do Departamento de Regulação e Organização do Sistema Financeiro do BNA, refere que é  imprescindível desenvolver, um conjunto único de normas de relato financeiro de elevada qualidade, compreensíveis e passíveis de serem implementadas e globalmente aceites, baseadas em princípios claramente definidos, podendo promover-se o uso e a aplicação rigorosa das normas, tomando em consideração as necessidades de entidades de diferentes dimensões e tipologias, em ambientes económicos diversos.

Por fim, foi consensual entre os presentes a proposta de continuidade do diálogo, a estruturação de um memorando ou diagnóstico com as principais recomendações retidas, bem como a criação de uma task force de ordem formal para avaliação da implementação das normas internacionais de relato financeiro em Angola, de modo a promover e facilitar a adopção das IFRS, através da convergência das normas contabilísticas locais e das IFRS.

O evento teve a presença de representantes de empresas e instituições da área financeira, consultoras e auditoras, que aproveitaram a oportunidade para exporem as suas sugestões e inquietações relativas ao tema em discussão.

​ 

^

voltar ao topo

X

Este website utiliza cookies para proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao continuar a navegação neste website sem alterar as definições, está a concordar com a utilização de cookies.